Comentários

Inteligências Múltiplas: Inteligência Lógico-Matemática

Inteligências Múltiplas: Inteligência Lógico-Matemática


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O Inteligência lógico-matemática, foi considerado em conjunto com a inteligência linguística, como um conceito único de inteligência. Quem é bom é matemática e linguagem, é inteligente. Howard Gardner, com seu Teoria das Múltiplas Inteligências, desmonte esse mito e conte-nos sobre a existência de vários tipos de inteligência.

A inteligência lógico-matemática é tão extensa que vários artigos podem ser dedicados a ela. A explicação desse tipo de inteligência pode ser altamente complexa, pois abrange uma ampla variedade de aspectos. Por um lado, abrange a matemática, por outro, a lógica, também o pensamento humano e uma ampla gama de conceitos. Assim, os pontos mais representativos serão destacados no artigo para que o leitor possa ter uma ideia geral.

Conteúdo

  • 1 Inteligência Lógico-Matemática
  • 2 Características das pessoas que se destacam na Inteligência Lógico-Matemática
  • 3 Um pouco de lógica
  • 4 Inteligência lógico-matemática, desenvolvimento e cérebro
  • 5 regiões do cérebro associadas ao processamento matemático
  • 6 regiões e habilidades cerebrais

Inteligência Lógico-Matemática

A inteligência lógico-matemática abrange muitos fatores relacionados à desenvolvimento analítico, sintético e integração da mente. Passa de uma análise de objetos concretos para uma análise abstrata. Primeiro, um relacionamento é estabelecido entre a pessoa e o mundo dos objetos. Quando esse relacionamento amadurece, a mente se distancia do mundo material e passa para um nível abstrato. Desta forma informação é manipulada mentalmente. Assim, eles podem executar ações mentalmente nos objetos, ver as relações entre eles etc.

"A matemática pura é, em sua forma, a poesia das idéias lógicas".

-Albert Einstein-

As pessoas que se destacam nesse tipo de inteligência tendem a pensar mais conceitual e abstrato. Eles podem gostar de trabalhar com números, resolver problemas, analisar circunstâncias, etc. De acordo com Gardner "Essa inteligência implica a capacidade de detectar padrões, razão dedutiva e pensar logicamente". Gardner afirma que a matemática ajuda no desenvolvimento da inteligência lógico-matemática.

A matemática é universal devido à sua abstração. Isso lhes permite ser úteis na música, na história, na política, na medicina, agricultura, negócios, indústria, engenharia, ciências sociais e naturais.

Características das pessoas que se destacam na Inteligência Lógico-Matemática

  1. Eles gostam do processo de entender as coisas.
  2. Eles geralmente são pessoas arrumadas.
  3. Eles gostam de fazer perguntas.
  4. Eles trabalham com números, medidas, graus, dimensões, ângulos, etc.
  5. Experimentos lógicos geralmente gostam deles.
  6. Eles exploram padrões e relacionamentos.
  7. Eles têm boas habilidades para resolver problemas.
  8. Eles gostam de pensar em idéias abstratas.
  9. Eles são bons em resolver situações complexas.
  10. Eles são organizados através da classificação e categorização das informações.
  11. Eles costumam perguntar sobre eventos naturais.
  12. Eles buscam idéias.
  13. Eles gostam de encontrar padrões entre diferentes áreas do conhecimento.
  14. Eles estão interessados ​​no "como": como algo funciona? Como é possível que X ocorra? O que pode ser feito sobre isso?
  15. Eles desfrutam de uma boa capacidade de pensamento abstrato.

Um pouco de lógica

Apesar de pertencer à mesma inteligência, Gardner observa que alguém que se destaca em capacidade lógica não precisa ser muito avançado em matemática. Enquanto o matemática eles são dedicados a estudo de abstração e do relações de elemento através de númeroso lógica executaria o mesmo processo sem o uso desses. Embora o objetivo e a metodologia sejam os mesmos. Conforme descrito pela filosofia, o Lógica é o estudo dos processos de pensamento e raciocínio.

A lógica expõe as leis, modos e formas de conhecimento científico. É uma ciência formal sem conteúdo e é dedicada ao estudo de formas válidas de inferência. Trata-se do estudo dos métodos e princípios usados ​​para distinguir o raciocínio correto do errado.

Inteligência lógico-matemática, desenvolvimento e cérebro

Tanto em bebês, como crianças pequenas há evidências de conceitos sobre estimativas e operações matemáticas básicas (Wood e Spelke, 2005). As crianças que ainda não falam podem distinguir entre alguns objetos, ou seja, isso os leva a pensar que têm forma inata o senso de quantidade. Compartilhamos esse recurso com primatas. Porém, pensamento matemático simbólico e verbalizado é adquirida e só aparece no ser humano com o aprendendo.

Crianças tambémcapacidade de estimativa (Lourenco e Longo, 2010). A capacidade viso-espacial está intimamente relacionada à estimativa e está relacionada à atividade do córtex occipital e parietal.

"A matemática é um lugar onde você pode fazer coisas que não pode fazer no mundo real."

-Marcus du Sautoy-

Em crianças mais velhas, o uso dos dedos será muito importante para adicionar e subtrair. As córtices motores e sensoriais eles serão importantes, bem como o áreas de audição e linguagem (Cantlon, 2012). No começo, o cérebro usa o senso visoespacial de quantidade e, pouco a pouco, o combina com símbolos matemáticos que aprende e que estão relacionados à linguagem. Os cálculos exatos dependem de lobo frontal esquerdo. As aproximações ou estimativas matemáticas empregam o hemisfério direito, embora o esquerdo também tenha participação.

Regiões do cérebro associadas ao processamento matemático

  • O lobo frontal. São destacados o córtex pré-frontal, o córtex pré-motor e a área motora primária.
  • Lobo parietal. A área somatossensorial primária e o córtex de associação do lobo parietal participam.
  • Lobo occipital O córtex visual primário e o córtex de associação do lobo occipital estão envolvidos.
  • Lobo temporal Inclui o córtex auditivo primário, o córtex temporal superior e o córtex de associação do córtex temporal.

Regiões e habilidades cerebrais

Essas áreas estão amadurecendo pouco a pouco. A criança ativa algumas dessas áreas e outras se desenvolvem dependendo do estímulo recebido pela educação. As áreas que amadurecem primeiro são: motor, somatossensorial, visual e auditivo.. As áreas que ainda estão amadurecendo são as motor secundário e sensorial. Posteriormente, as áreas de associação. Algumas das últimas áreas a amadurecer são as córtex pré-frontal e córtex temporal superior responsável por integrar informações de diferentes modalidades sensoriais. Eles terminam sua maturação no final da segunda década de vida (Serra, Adan, Pérez-Pámies, Lachica e Membrives, 2010).

"Sem matemática, não há nada que você possa fazer. Tudo ao seu redor é matemática. Tudo ao seu redor são números."

-Shakuntala Devi-

O capacidade de ler e produzir os sinais da matemática é mais frequentemente uma função de hemisfério esquerdo Ao entender o relacionamentos e conceitos numéricos parece entender a participação de hemisfério direito. O cérebro inteiro funciona como uma articulação porque, se houver dificuldades na linguagem, pode causar problemas no entendimento numérico.

Existe algum consenso de que certas áreas se tornam importantes em questões lógicas e matemáticas: lobos parietais esquerdos e áreas de associação temporal e occipital que são adjacentes aos lobos. Conclui-se que a inteligência matemática não é um sistema tão autônomo quanto outros tipos de inteligências, mas que seria uma inteligência mais geral.

Descubra o Teste de Inteligência Múltipla

Bibliografia

  • CANTLON, J.F. (2012). Matemática, macacos e o cérebro em desenvolvimento. Procedimentos deAcademia Nacional de Ciências, 109 (1), 10725-10732.
  • Gardner, H. (1993).Inteligencias multiplas. A teoria na prática. Barcelona
    Paidós
  • Gardner, H. (1996).Inteligência emocional. Barcelona Kairos.
  • Gardner, H. & Laskin, E. (1998).Mentes líderes. Uma anatomia de
    liderança. Barcelona Paidós
  • Gardner, H. (2001).Inteligência reformulada: múltiplas inteligências no
    Século XXI. Barcelona Paidós
  • Gardner, H. (2005). Inteligencias multiplas.Revista de Psicologia e Educação, 1,17-26.
  • LOURENCO, S.F. & LONGO, M.R. (2010). Representação da magnitude geral em bebês humanos. Ciência Psicológica, 21 (6), 873-881.
  • SERRA-GRABULOSA, J.M., ADAN, A., PÉREZ-PÀMIES, M., LACHICA, J., & MEMBRIVES, S. (2010). Bases neurais do processamento e cálculo numéricos. Jornal de neurologia, 50 (1), 39-46.
  • WOOD, J. N. & SPELKE, E. S. (2005). Estudos crononométricos da cognição numérica em bebês de cinco meses. Cognição, 97 (1), 23-39.
Testes relacionados
  • Teste de inteligência
  • Teste de Múltiplas Inteligências
  • Teste de inteligência emocional
  • Teste de inteligência (profissional)
  • Filho preguiçoso ou muito inteligente?